Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uma mulher Cem homens

A sexualidade de uma mulher contemporânea. Pretendo quebrar alguns tabus, e dar a conhecer diferentes interações sexuais por qual passei porque o sexo não tem que ser um segredo.

Uma mulher Cem homens

A sexualidade de uma mulher contemporânea. Pretendo quebrar alguns tabus, e dar a conhecer diferentes interações sexuais por qual passei porque o sexo não tem que ser um segredo.

Os Romeus

Há um tipo de gajo que é impossível de evitar, que são os ditos Romeus,

Um Romeu é um tipo de rapaz que só existe neste planeta para uma única coisa, sexo, e muitos deles estão disfarçados com mensagens queridas pela a manhã, com convites para jantares e almoços, com um interesse profundo sobre ti, a tua historia, batalha e conquistas, e o pior deles todos é o Romeu na fase transitória. 

É um rapaz consciente das suas acções que compreende que não tem conseguido deixar de ser um Romeu que demonstra que quer mudar e procura corrigir as suas acções mas no fim do dia sabe melhor que todas nós que a sua a única função é dar nos prazer sexual e todo resto é uma mancha negra num quadro branco a que algumas de nos chama de arte e acredita no seu valor e outras sabem exactamente o que é.

Meninas não se deixem enganar por estes Romeus, mas não deixem que as más experiências ponham em conta a procura pelo o verdadeiro amor. Por isso que eu, tal como muitas de vocês temos historias atrás de historias, atrás de historias de desencontros com finais miseráveis!

Houve algo que eu me prometi desde muito cedo, não quero viver com arrependimentos sei que parece um verso de alguma musica pop e provavelmente foi!

No entanto esse mantra tem me acompanhado durante minha vida, olho para tudo como uma nova oportunidade e por isso cometo tantos erros, fico feliz por ter cometido todos os erros que cometi porque sei que se não o fizesse teria me arrependido e isso é contra o meu mantra hahah.

O maior erro é sempre o melhor porque nos faz melhorar o nosso jogo e encarar a próxima interacção com outros olhos. E meninas isto foi um BOFEEE de erro ! O primeiro erro foi o local. Numa noite incrível de verão eu só sentia vontade de dançar e engatar, mas por laca de amigas fui sair para uma discoteca Gay com os meus amigos. Como é óbvio tinha zero esperanças de engatar mas por azar ou sorte encontro um dos meus tinder match, a dançar milhões rodeado de gajos. Eu já tinha bebido uns copos e quando o vi pensei logo PILA HETERA! Foi como encontrar uma agulha num palheiro! Burra como sou,  aproximei me dele e de forma entusiasmada pergunto o que ele está ali a fazer, ele no seu espanto encolhesse, tosse para engrossar a voz troca duas palavras de conversa comigo e desaparece. Senti me meio ofendida com a situação mas só quando sóbria entendi que talvez a pila não era tão hetera quanto me fez parecer com as conversas online!

A noite não pára e a minha vontade de engatar também não e por isso começo a deprimir pois sabia que não tinha hipóteses. Os meus amigos incríveis como são entram na missão de encontrar uma Pila Hetera ou pelo menos bissexual para mim, bons amigos não acham ? hahah

A missão foi curta estava sentada a mastigar a palhinha de uma caipirinha que evaporou do meu copo quando eles chegam com um homem alto escuro com um sorriso de tarado sexual, a primeira coisa que diz é 'não devias estar aqui sozinha linda' eu levanto me sem cair, o que foi um sucesso naquela altura da noite, e aconchego me a ele, na verdade queria dar uma resposta mas os meus lábios tinham outra vontade, que era tentar descobrir o que ele tinha comido ao jantar!

E o que era para ser uma noite prolongasse para duas noites, três noites, Um Ano! Eu estive literalmente dependente daquela criatura. Conseguem imaginar o porquê certo. Este Romeu arruinou me, nunca tive tantos orgasmos com alguém como tinha com ele e depois das primeiras três noites sabia que ele era o homem da minha vida! Devo dizer que só aprendi o seu nome três meses depois, isto porque ele nunca me tinha corrigido e a resposta dele ao porquê de não o ter feito foi que não era necessário! Que ROMEU! 

As nossas ligações eram extremamente limitadas ao sexo e eu vivia fixionada nele! Claro que existiam muitas perguntas por responder, de onde ele é, o que faz da vida, idade, passado, ambições para o futuro e a mais essencial 'Que raio estava ele a fazer naquela discoteca!' Mas meninas o sexo! O sexo era tão bom que eu não queria estragar ao descobrir algo que não me assentasse bem, porem é impossível evitar o inevitável e sabia que havia algo nele que não batia certo.

Por mais que eu fale sobre os meus Romeus convosco não faço o mesmo com as minhas amigas, e quando o fiz descobri em menos de 5 minutos que ele tinha namorada .... e duas filhas.

Realmente fazia sentido, ele era extremamente entendido de mulheres.

-

Eu admito que mesmo depois de saber continuei a estar com ele mas a minha consciência começou a pesar e então decidi me afastar o que foi horrível! 

-

Sabem quando vão de ferias para uma ilha paradisíaca e voltam para a realidade de dias stressantes no trabalho fechados num cubículo sem luz solar, foi o mesmo! Ninguém o superava nada supera uma ilha paradisíaca num resort all inclusive. A faisca estava demasiado alta e comecei a ser muito mais critica com os meus seguintes engates

Sendo o critério mais importante saírem para discotecas Gays!!

 

 

A volta ao mundo.

Sabem aquela sensação de dejavu quando tens a impressão de que estas a reviver um momento. Não é exatamente algo que cumun para mim, muitas vezes penso que vivo uma vida que não foi traçada para mim, decidi acreditar que sou capaz de fazer tudo o que me proponho a conquistar, e dou por mim muitas vezes em aventuras desalmadas na busca por um desafio, uma mudança, uma melhoria e por isso momentos dejavus seriam algo dificeis para mim porque eu nunca sonhei ou imaginei fazer o que faço ou viver da maneira como vivo. 

Mas dizem que isto é bem mais para além da lei da razão e entra naquele mundo incognito onde aqueles 80% por cento do nosso cerebro dão sinal e nos deixam apreciar mais do que os olhos podem ver. Eu estive com um Romeu incrivel e a primeira sensação que tive quando me aproximei da sua casa foi isitaçao e medo foi como se aquele lugar me trouxesse uma sensação de medo e desconfiança.

Conheci este romeu num bar e considero que a forma como nos conhecemos foi meio romântica, ele interviu quando reparou que um rapaz extremamente idota estava a impedir me de sair da casa de banho e forçar que eu fosse para dentro da retrete com ele. O Romeu salvou me, e fiquei super agradecida, conversamos o resto da noite e no dia seguinte veio visitar me fomos a um jardim bebemos umas cervejas e soube a partir dai que este Romeu seria ideal para me ajudar a destressar .

Combinamos uma noite em sua casa para ver um filme ele veio me buscar ao metro e no caminho apercebi me que reconhecia aquela rua e enquanto ele falava comigo na minha cabeça só conseguia pensar no porque de reconhecer aquela rua. O curto periodo em que estivemos juntos apercebi me que ele era um rapaz simpatico e divertido e quanto mais o conhecia compreendi que ele não era não igenuo e puro como me fez parecer e é sempre interresante quando a pessoa vai te mostrando aos poucos quem realmente é, porque dessa forma não perdes o interresse tão facilmente e a curiosidade vai aumentando. 

Tinha curiosidade nele e havia algo no seu olhar que o fez destacar, me cativar, o que não é muito dificil.

Mas aquela sensação foi intensa e não consegui disfarçar, ele perguntou se estava tudo bem, e eu afirmei mas foi quando entrei que me apercebi perfeitamante o porque de tanta nausia. 

Aquela era a casa do meu primeiro Romeu nesta cidade! 

Quando me mudei a dois anos atras, a caminho da entrevista para o meu primeiro emprego um Romeu  aborda me no metro, ele era angolano e como já vos devo ter confessado tive demasiados corações partidos para confiar ou interagir com angolanos mas eu era nova na cidade e sabia que enventualmente ia precisar de um Romeu então durante o curto período que passei nesta cidade antes de ter a certeza que era aqui que queria viver, ele ajudou me a conhecer a cidade e me integrar melhor aqui e apaixonar me por este lugar. 

Ao chegar a casa dele o meu cerebro estava apenas a enviar sinais de 'Alerta Decisão Errada' é o meu mecanismo de defesa que me impede a voltar para Romeus já usados. Eu sou extremamente a favor da reciclagem desde que não seja de gajos!!

Ou seja estava eu de volta ao inicio simplesmente com uma pessoa diferente e eu só suplicava que o outro não aparecesse, ou ouvisse a minha voz então decidi gemer de forma diferente o que me fez estar super concentrada nisso e provalvelmente foi uma das piores fodas da minha vida. Não acoteceu nada de etraordinario mas tive com o coração na mão o tempo todo.

Acredito que fudi toda a cidade pela a qual me apaixonei dai ter voltado para o ponto de partida e acho que isto foi só um sinal  deque devia emigrar!

Causa de Morte Indefinida


Não sei se devia partilhar isto porque é bastante vergonhoso o que fiz. 
Estava a trabalhar num bar em Lisboa na altura e andava a namoriscar as escondidas com um dos amigos dos donos, meninas não havia nada de especial nele para além do facto de ser francês e ter um sotaque horrível a falar português, ele era atraente obviamente mas não era o centro das atenções. A primeira vez que aconteceu uma troca de beijos entre nós foi meio aleatória, e acabava sempre por acontecer todas as noites que estávamos juntos depois do trabalho com a restante equipa, no fim da noite passávamos sempre na casa dele ou na minha. 
Não era uma relação saudável , ele era bastante ciumento e eu também quando ele estava no bar e alguma rapariga falava com ele eu era capaz de passar por ele e o fazer despejar a bebida com um empurrão, e quando algum rapaz falava muito comigo ele metia se a beira do bar às vezes arranjava confusões ou então esperava que eu viesse cá fora para ralhar comigo . 

Sim era uma relação bastante abusiva dos dois lados e consumidora de energia, era quase como se nos odiássemos por gostar tanto um do outro. Esta é a historia de um Romeu com quem partilhei um amor abusivo violento e muito sensual. 

-

Eu gostava de ir sair a noite e quando ia sair com outras pessoas que não a equipa do trabalho ele não gostava e passava uma semana sem me falar. Até que decidimos que ele devia vir comigo. Não tínhamos nenhum compromisso para além de partilharmos sempre a mesma cama  no fim do dia. E não estava a gostar da ideia de estar sempre com ele como se fôssemos namorados, mas o fim da noite sempre compensava. Sabem aquelas bolas de stress que quando as espremes vezes sem conta faz te sentir relaxada, bem acho que é uma boa analogia para descrever as nossas relações. Chapadas, beliscões, empurrões, gritos! Meninas ele até uivava como um cão, mas só se eu o deixasse ser um cão! Era aquele tipo de sexo em que te sentes possuída por uma espécie de alter ego, que apenas sente prazer com o uso da força. Tenho a dizer que os franceses são doidinhos na cama.

-

Mas como já tinha dito antes o sexo não é tudo, e o comportamento dele estava a dar comigo em louca, tentei falar com ele sem sucesso e continuava a insistir em controlar para onde ia e muitas vezes ir comigo, comecei a sentir que aquilo se estava tornar tóxico e tinha que terminar. 
Numa noite em que ele insistia em vir sair comigo eu decidi terminar com aquilo, com uma táctica diferente, liguei o meu modo engate logo que chegamos no bar bebi 2 shots de tequila comecei a namoriscar com um madeirense, acabadinho de chegar ao continente ainda cheirava a banana. O Romeu intervém entram os dois em conflito. O segurança o expulsa do bar e ele pede me para ir, eu recuso e abraço me ao madeirense.

-

Não estou orgulhosa do que fiz mas acreditem que senti que não tinha opção , logo depois de ter a certeza que ele se tinha ido embora, fiz o mesmo, desculpe-me ao madeirense pela a confusão e sai dali. 
Tinha a intenção de ir para casa, ate que olho para o meu telemóvel, e tinha uma mensagem bastante perturbadora em que fiquei na duvida se era uma ameaça de morte ou de suicídio. 

Estava a caminho da casa dele e achei importante mandar uma mensagem a duas amigas a dizer onde estava, quando a porta de sua casa ele deixa de me responder e não abre a porta, tento insistir com medo que ele tenha feito alguma parvoíce. Toco a campainha de um vizinho que me deixa entrar no prédio, e bato a sua porta, quando ele abre estava lavado em lágrimas e ranho. acho que nunca pensei que as minhas ações tivessem tamanha porporçao em alguém, 

-

Conversamos e acho que conseguimos entrar num entendimento, ele contou me sobre situações bastante complicadas na vida dele, deitei o no meu colo e dormirmos da forma mais desconfortável possível, depois disso eu realmente acreditei que íamos conseguir ser só amigos. Isto porque eu nunca mais iria conseguir me sentir atraída por alguém que chorou daquela forma a minha frente !! obviamente xD .

Até o voltar a ver a falar com uma rapariga no bar, fiquei louca! E ai apercebi me que o mais saudável seria mudar de emprego, e foi o que fiz. 

-

Gostaram ? comentem e partilhem !

 

A Velha Maneira

Eu lembro me quando aprendi sobre os nomes das posições, na verdade achei que ele estava só a inventar nomes para me impressionar e eu gostava de o fazer sentir inteligente então não fiz muitas perguntas. Até que uns anos depois numa loja da fnac eu e dois amigos andávamos a procura do livro do kamasutra e foi aí que tudo fez sentido. Não há como reinventar algo que esta exemplificado e descrito a anos, mas a verdade é que há posições que são consideradas clássicas e outras mais aventureiras.

O missionário é uma das que considero clássica, quando faço esta posição quase que me sinto católica! A um charme sobre fazer sexo a velha maneira, alias em toda a iteração que se fazia antigamente em que se conhecia a pessoa desde criança, a família tinha que ter uma certa quantia de dinheiro para a relação poder ser aceite e só o casamento era considerado um compromisso, e só nessa altura praticar o sexo, nunca fiquei mais que um mês sem ter relações e dicidi experiementar. 

bolas.jpg

Esta é a historia do romeu que me fez abdicar de sexo durante mais tempo do que alguma vez imaginei!

Isto foi muito influencia de uma amiga russa que eu tinha, ela era extremamente picuinha a cerca de tudo, o rapaz tinha que ter um bom carro, abrir portas pagar todas as contas, ser extremamente educado, a levar exclusivamente a lugares considerados chiques e ao mínimo deslize ela deixava de os falar, não podia falhar nada, e o sexo, o sexo para ela era só depois de 3 meses de namoro, mas durante estes 3 meses de namoro e ela ia tendo relações com outros rapazes! Rapazes que ele considerava descartáveis! Incrível não? 

Eu adorei a ideia! E assim comecei a caça ao tesouro, fomos a um dos meus bares preferidos na rua rosa e ela escolheu uma rapaz para mim, trocamos números e começamos a falar, ela realmente tinha olho para aquilo o rapaz era conhecido, tinha uma propriedade, extremamente educado, conheci o durante 3 meses e foi doloroso ter que esperar tanto tempo. Ele era um negro alto, musculado, careca, sorriso enorme, mãos enormes, e bastante generoso, humilde e muito inteligente. Era como se estivesse de dieta e trabalhase numa pastelaria. 

Ela ajudou me durante o processo e ia me dando as direcções sobre como dar as voltas ao bicho e não cair na tentação, eu realmente apaixonei me por completo por ele, e acho que o acumular de vontade em estarmos juntos fisicamente também ajudou a estabelecer aquela ligação. Acredito ter seguido todos os passos que ela me indicou e estava a fazer isto mesmo a velha maneira. Até que chegou o dia, eu não podia esperar mais, e ele não fazia ideia, fomos beber um copo ao Martim Moniz, e quando me trouxe a casa disse lhe para subir, ele literalmente gritou,  SERIO?.

Conseguem imaginar o que aconteceu ? 

Depois de lerem as minhas historias vocês sabem que alguma coisa aconteceu! Juro que isto é mesmo uma maldição. Tudo acontece da forma mais romântica possível senti ali uma excitação como não havia sentido antes foi tanto o tempo de espera que a ansiedade tomou conta dos nossos corpos e pelo o que senti por baixo da sua roupa sabia que me ia divertir bastante naquela noite! Peguei num preservativo na minha gaveta e ele disse " - esses não dão para mim, tenho alguns comigo" tirou os boxer's e ali estava! uma cabeça vermelhinha e uma corda grossa e negra com veias que conectava as bolas, WTF Porque!! Já se tinha passado anos mas ninguem recupera de um trauma do Post "O tamanho importa", eu estava a 3 meses sem ter relações sexuais, a minha menina estava fechada a 7 chaves. Naquele momento a minha cara passou de sensual e excitada á pavor e medo! e exclamei " - Bem isso não cabe" . Meninas nos tentamos mas só para entrar foi uma dor miserável, e depois eu só conseguia pensar na minha ultima experiência e só reclamava, foi um desastre! Ele foi se embora, ainda trocamos umas mensagens mas como é óbvio isto não se prolongou . 

Não me arrependo nada de todo o tempo que passei a nos conhecer, não me arrependo da experiência, e acho que aprendi bastante com a russa, mas mais uma vez o sexo é bastante importante e acho que para conhecer alguém o sexo tem que fazer parte! E tenho uma mensagem para todos os gajos com pénis gigantes! AVISEM ! não nos iludam avisem! Digo vos que depois destas experiências comecei a dar muito mais valor a rapazes com pénis pequeno, sempre que vejo um pénis pequeno é quase que como um alivio! hahah

Há! Passado um tempo voltei a encontrar este rapaz acreditem ou não ele estava de mãos dadas com uma portuguesa e quando os comprimentei ele apresentou a como sua namorada! Vocês podem pensar que eu é que sou uma coninhas e não aguento com uma piça grande mas acreditem quando vos digo que aquilo era ridiculamente enorme, por isso peço uma ronda de aplausos para a rapariga! Pois ela merece!

 

O que acharam ? Comenta e partilha !

 

O ultimo coração partido

salsichas.jpg

Eu tenho a certeza de que nunca amei de verdade, isto porque sempre ultrapassei de forma saudável todas as relações que não deram certo, acho que com uns tive um período após em que senti mais saudade do que com outros mas nada que não tenha ficado resolvido depois da " ultima ceia", isto é, aquela noite que tens com o teu ex por sentires que tem assuntos a resolver e na verdade é apenas o teu coração a precisar de conclusão então passam a noite juntos e depois sentem se bem melhor.

Eu vou vos contar a historia sobre o pior defeito do homens! Aquele que não da para fechar os olhos e aceitar! Digam se concordarem!

Eu nem sempre vivi em Portugal houve uma altura que me deu na telha e emigrei, fui para um pais que sempre sonhei conhecer mas fui para lá viver. Quando as pessoas normais emigram vão para países onde conhecem alguém falam o mínimo da língua e tem noção do que lhes espera. Quando uma anormal com eu emigra vai para um lugar que não conhece ninguém, não sabe uma ponta da língua, nem sabe pronunciar a cidade!! Por mais dinheiro que faças torna-se bastante solitário estar num sitio assim e trabalhava com gente muito mais velha  então era mesmo complicado interagir fora do trabalho, mas como para tudo na vida encontrei a solução! TINDER. 

Para quem não sabe o tinder é um aplicativo para android ou ios que se baseia em conhecer estranhos online, lembram se de todas as intervenções sobre o quão perigoso é falar com desconhecidos online e que não se deve e bláblá! Isso era no passado hoje em dia é super convencional, pelo menos foi o que eu pensei.

-

Tenho a dizer que só fui a um encontro e foi tiro e queda xD. O Romeu tinha 28 anos, trabalhava na empresa da mãe, lindo alto e fanático por ginásio, cabelo curto e tinha uma das coisas que mais me excita num homem, SOTAQUE, eu sou louca por sotaques. Claro que falávamos em inglês mas mesmo assim ele tinha muito sotaque, estivemos juntos todo o tempo que eu estive lá e com ele conheci quase todo o pais, cidades turísticas, monumentos as historias dos lugares, ele era tão inteligente e actualizado, eu gostava mesmo dele até me custa falar sobre isto. Passado uns meses eu decido voltar para Portugal por mais incrível que ele fosse eu não me estava adaptar a aquele lugar e queria voltar.

E ele decide voltar comigo mas com a condição que iríamos viver para o Algarve! E eu aceitei. É importante dizer que durante o período que nos estávamos a conhecer não éramos sexualmente ativos tínhamos relações 2 ou 3 vezes por mês, tínhamos horários muito diferentes e ele preferia aproveitar o pouco tempo que tínhamos para irmos passear, porque ele adorava me mostrar os seus sítios preferidos.

-

Eu vim primeiro para Portugal e plano era ele vir durante as suas ferias conhecer o Algarve e decidir se queria ou não ficar. No dia em que ele chega vamos para um Hotel, já era tarde ele ele devia estar cansado, mas eu já não o via a mais que 1 mês só me apetecia ter uma daquelas noites em que vale tudo, chegamos ao hotel e depois de um tempo na banheira juntos demos um novo uso a toda a mobília daquele espaço, até que eu lhe peço para me fazer um minete. Meninas vocês sabem que para te expressares verbalmente e teres que pedir um minete é porque toda a tua linguagem gestual não funcionou, então precisei ser clara. Ele faz uma careta e diz que não!!

Como assim não? E foi assim que tivemos a nossa primeira e ultima discussão. Senti me uma idiota por nunca me ter apercebido que ele não fazia minetes, senti me uma idiota por todas as vezes que eu fiz sexo oral e não recebi sem me aperceber. Sou muito contra as pessoas que não fazem mas recebem, e soube naquele momento que aquilo nunca ia funcionar, nada mais importava naquele momento, Personalidade, Físico, Ligação! Eu não me ia submeter a viver sem sexo oral, por nenhum motivo! Eu sei que o sexo não é tudo mas que se faça por completo! Eu realmente acredito que se ele tivesse a piça minúscula mas fizesse sexo oral, eu provavelmente .... não teria continuado a falar com ele em primeiro lugar xD! O que eu quero dizer é que para mim sim o sexo é muitooo importante, se é para ter apenas uma pessoa para o resto dos meus dias, tem que ser mesmo muitoo bom!

-

E ai esta meninas a historia de uma das relações que tive com mais potencial pela sanita abaixo.

E vocês fariam no meu lugar? Tinham mesma atitude? 

Comentem e partilhem!

 

 

Vergonha alheia

29027520_848842165240276_758586860306371840_n.jpg

Tem que haver uma certa protecção quando és uma mulher sexualmente ativa com diferentes pessoas, e não estou a falar do preservativo isso é um must obviamente.

Eu estou a falar sobre a "fama" sim meninas a fama de ser uma fácil , rodada , desavergonhada  esses nomes que as pessoas usam afim de fazer as mulheres se sentirem mal por explorar o seu lado sexual, o seu corpo, palavras utilizadas por pessoas que as vezes fazem muito pior mas se sentem as donas da razão e da dita ética e não se apercebem que na verdade são umas bestas! 

Meninas não sei se alguma vez utilizaram estes nomes contra mim, se o fizeram nunca foi na minha cara e a verdade é que eu sempre fui muito consciente sobre o assunto por exemplos de outras raparigas.

Andei num secundário onde os rapazes até soltavam vídeos de relações sexuais que tiveram com outras alunas. 

E sempre tive muito receio de algo assim acontecer comigo, são daqueles vídeos que nem são carregados na Internet são literalmente enviados de um para o outro ate que toda a gente o tenha visto. 

Existem muitas historias sobre este tipo de casos e por norma as raparigas são as vitimas na situação porque um rapaz nu em câmara a fazer amor não era alvo de gozação mas sim a  rapariga que lá estava a fazer o mesmo que ele igualmente exposta como ele, mas ela é que leva com as pedras. Do tipo Justin T. e Janet J.

Eu lembro especificamente sobre um caso de uma rapariga nova, ela era brasileira, bastante animada, conversadora e espevitada, um dia a subir a escadas para a minha aula tinha um grupo de raparigas as gargalhadas para o telemóvel, eu por trás tento me infiltrar para ver qual era a piada, e lá estava a cara da brasileira, transpirada com fios de cabelo colados a testa, rimel a escorrer, argolas prateadas e um pirging no canto superior do lábio, com uma mão a segurar o seu rabo de cavalo ela estava completamente exposta e só se via as pernas e o pénis do rapaz que estava a usar a boca dela para ter prazer. 

Eu expirei um pequeno berro de susto, elas viram se para trás e de forma bastante agressiva disseram me que eu não devia ter visto aquilo, e que aquilo não era para sair dali. Toda a gente sabia, foi o assunto daquele lugar por uns sólidos 3 meses e infelizmente tornou se uma tendência e começaram a surgir vídeos atrás de vídeos com o mesmo contexto. Depois de ter visto vídeo voltei a ver-la por mais dois dias acho que foi o tempo dela se aperceber do que se estava a passar, ou alguém ter tido a coragem de contar o que se estava a passar. Nunca mais soube sobre ela, nem procurei saber para ser sincera. Não me julguem, não tinha a maturidade para tentar saber como ela estava, procurar apoiar la, tentar reafirmar que aquilo foi errado e que o rapaz devia ser penalizado, porque não foi, nem ele nem todos os outros idiotas que fizeram o mesmo. Tinha era medo do meu destino e não queria de forma nenhuma me tornar numa tendência, nem naquele intervalo de tempo nem nunca.

E a vossa pergunta é, então porque que te estas a expor desta forma? e a minha resposta é - porque chega meninas chega de termos que fingir ser umas inocentes, pudicas e inexperientes por termos medo da reacção que o nosso parceiro possa ter, chega desta desigualdade e não aceitação, a mulher tem as mesmas necessidades que o homem e pode também ter sexo casual, e pode também sentir prazer em fazer oral, anal, ter sexo com mais que um parceiro, o sexo não tem que ser um tópico só para homens! Existem duas pessoas na relação tem que haver o mesmo respeito por ambos, o macho alfa e a fêmea alfa. 

Estou cansada de mentir sobre as minhas experiências sexuais por ter medo da reacção da pessoa com quem estou, estou farta de ficar calada sempre que oiço um grupo de rapazes a falar sobre vaginas, por não querer parecer que percebo do assunto porque que sei que vou ser julgada como uma fácil, rodada, desavergonhada.

Eu digo basta! e tu ?

Se gostaste comenta e partilha!

Entre Quatro Paredes !

0605659287b4254b5e4d23d18c5e4067.jpg

 

Se em algum mundo paralelo as paredes pudessem falar, acredito que as minhas tinham muito que dizer. Só espero que não sejam conservadoras.  Por mais confortável que seja fazer amor numa cama apropriada, num quarto aconchegante o amor ao ar livre sempre me despertou interesse. Mas não era propriamente um interesse partilhado por eles e estava a tornar se difícil os convencer. 

Esta é a historia do Romeu que com quem realizei a maioria das minhas fantasias no exterior!

Ele era o rapaz novo da escola, atlético, com uma pele luminosa e imaculada, cabelo curto e encaracolado, alto, lindo e muito confiante. Aquele tipo de pessoa que sabe o que vale e não se incomoda com a atenção que recebe. Ele passou a ser o tópico principal daquele secundário.

A nossa primeira interação foi quando da forma mais direta possível ele diz me ao ouvido o que planeava fazer comigo na casa de banho do 3ºpiso. CUECAS EM ÁGUA!

"-Sabes onde fica a casa de banho?

- tens uma aqui e outra no 3º andar."

Mais próximo da minha orelha ele diz."-gostava de de te enfiar a mão debaixo dessa saia e brincar com a tua menina enquanto te prendo o pescoço contra a porta, colocar as tuas pernas na minha anca e fazer te gritar q'nem a sirene do intervalo"

Eu fiquei literalmente com as pernas a tremer, não soube o que fazer, então fugi. 

Eu era a criatura mais estranha daquele lugar, eu lembro me do meu irmão suplicar semanalmente para que eu tente ser normal, por se sentir envergonhado comigo. E ter alguém como este Romeu a falar comigo! Fez me sentir confiante. Era inevitável e sempre que aquela sirene tocava sentia que estava na hora de eu também ser tocada. Isto foram umas boas 3h de imaginação, que foi o tempo que demorei a contar a alguém e ela confessar que eles falavam e que estava a combinar um 'encontro' no fim de semana.

A primeira coisa que me veio a cabeça foi o que acabei por dizer em voz alta "treesome?". E assim aconteceu a minha primeira "treesome". Parece ser bem mais facil convencer mulheres do que homens. 

Acreditei que ele fosse ficar entusiasmado com o que anunciamos mas foi uma mistura de medo e insegurança, ele negou, tivemos mesmo que negociar com ele e tentar ao máximo que ele aceita se. Estranho não? Mas vim a descobrir mais tarde que nem todos os homens fantasiam com treesome e um dos motivos é por terem medo de não conseguir satisfazer as duas. E que uma das maiores pressões que os homens sentem quando estão com alguém pela a primeira vez, é que a pessoa não atinga o climax, daí haver tantas mulheres a fingir o orgasmo é simplesmente para agradar o homem e o fazer sentir capaz. 

Então aqui estamos os 3 na cama e devo dizer que devia ter me preparado melhor para a interação com uma mulher. Dizem que "as mulheres entendem perfeitamente o que as mulheres precisam para sentir prazer" quem o disse é claramente e exclusivamente lésbica porque foi um choque para mim ter que interagir sexualmente com uma mulher e tipo não me parava de comparar a ela, até tentei imitar os sons que ela fazia, e estava mesmo muito confusa sobre o que fazer nos momentos em que eles os dois estavam a interagir. Devíamos ter aceitado o não dele xD 

-

Nos continuamos amigas depois daquilo porque fomos ambas honestas uma com a outra e nos apercebemos sobre o quão estranho tudo aquilo foi, ao envez de excitante e dinâmico, como me senti nas vezes que fiz depois desta.

Eu e ele depois disso continuamos a estar os dois juntos, e descobri que ele partilhava algumas fantasias comigo. Com este Romeu tive experiências em diferentes espaços públicos como na praia, jardim, igrejas, campos de futsal, balneários, casas de banho publicas, terraços, rooftops, tentei no elevador mas realmente não consegui. O sexo não tem que ser compilado as quatro paredes de um quarto, nem a duas pessoas, mesmo no interior de uma casa existem varias divisões a explorar e mobília para partir, misturem apimentem, Divirtam-se

-

Gostaram ? Comentem e Partilhem !! 

 

 

Antes da Primeira Perdi a Segunda !

8377f51388abb5db93895c80df64079d.jpg

 

O sexo para mim é uma terapia.

Eu lembro me de chorar depois da minha primeira vez, foi como se toda a dor que eu tinha compressa dentro de mim saiu cá para fora. Todos os obstáculos que ultrapassei, familiares que perdi, situações de desespero em que eu não consegui expressar a dor que sentia,  abalaram a minha alma naquele instante e chorei com todas as minhas forças. 

Eu queria explicar que não tinha sido ele, mas era muita emoção para conseguir meter em palavras e a verdade é que foi culpa dele, foi a intensidade de emoções que quando penetradas em mim, fez o meu corpo ceder, fez o meu coração ceder, fez a minha alma ceder.

Eu tinha 17 anos, tinha lido numa revista que essa era idade ideal para deixar de ser virgem, e assim o foi, já tinha isto planeado desde os meus 10 anos sabia com quem, quando e como iria ser. E admito que não me lembro do seu nome !

E não tem nada haver com o facto de já ter estado com outros Romeus depois dele. Simplesmente porque na cultura africana temos os famosos "nomes de casa" isto é basicamente um nome pelo o qual a tua família te chama. E só quando começas a frequentar o 2º ciclo é que te apercebes que não podes assinar com esse nome! Meninas eu só descobri o nome de registro da maioria das minhas primas quando estudamos juntas e ouvia as pessoas a utilizar os seus nomes. Eu continuo a utilizar os nomes delas de casa, por ser da família, tal como os meus amigos mais próximos e de longa data fazem comigo.

-

Isto para dizer que sim eu lembro perfeitamente dele! (infelizmente) mas não sei o seu nome verdadeiro. Eu frequentava a casa dele muitas vezes porque os nossos irmãos eram amigos, e ia lá muitas vezes buscar o meu irmão mais novo. Ele era 4 anos mais velho que eu, já andava na faculdade, conduzia. Nos meus planos não existia qualquer intenção em casar me ou ter filhos com ele, sabia que tinha que ser ele a ter a minha virgindade por ser um dos rapazes mais certinhos que conhecia. A primeira vez que tivemos juntos foi para um gelado, ele confessou me que eu não fazia nada o seu estilo e agradeceu pelo convite. 

Eu tive aí a certeza de que ia ter que mudar de planos, mas depois de uns dias de analise apercebi me que o melhor seria mudar de estilo porque não ia de forma nenhuma mudar os meus planos originais. E assim o fiz, e funcionou! Fomos a comer fora, cinema, encontros depois do jantar para namorar, mas ainda faltavam 3 meses para o meu aniversario e não sabia bem como prolongar aquela relação sem partir para o próximo nível! Foi então que vi o "AmericanPie" e havia uma moça que por querer manter a sua virgindade só fazia sexo anal!

-

E num daqueles dias em que ele não parava de insistir eu comprometi me a fazer sexo anal! Eu tinha amigas que diziam já o ter feito, e foi nesta altura de conversas sobre sexo que ouvi as historias mais bizarras! Maioritariamente falsas! E que por algum motivo toda a gente sabia! 

"Na povoa de santa iria houve um casal que foi para um jardim a noite fazer sexo anal e ela cagou se toda em cima dele, e tiveram que chamar os bombeiros", " Houve uma rapariga em Almada que fez sexo oral e ficou uma semana a vomitar sem parar", "Houve um casal que a fazer sexo o homem ficou preso dentro dela e tiveram que lhe cortar a piça" !!!! Só disparates ! Graças a Deus pela revista cosmopolita se fosse por esta gente, teria ido para freira!

Tinha umas semanas para me preparar e tirar as minhas dúvidas, por mais sensível que ele fosse, eu preferia pessoalmente ouvir o feedback de uma mulher, apesar de crescido na 'era da Internet' eu partilhava o meu computador com os meus irmãos e não queria pesquisar sobre o assunto, mas ainda assim tinha muitas duvidas. que acabei por tirar com uma assistente de loja numa SexShop no Rossio! Melhor atendimento que tive em toda a minha vida. A mulher sabia sobre tudo e mais alguma coisa, como posicionar o corpo, respiração, no que pensar no momento, como relaxar, dicas sobre levar uma cuecas extras e lavar a passarinha com um sabonete específixo, ela foi a maior mentora sexual que já tive! Sai de la com um lubrificante, uma lingerie que foi oferta e um monte de preservativos que decidi deitar fora porque tinha receio do que ele podia pensar se eu levasse mais que um preservativo. !Sim eu ainda me preocupava com essas coisas na altura!

-

Acho que nunca o tinha visto tão feliz como naquele dia, fiz questão de explicar sobre todos os detalhes que minha mentora me tinha falado, e ele não conseguia acreditar que eu tinha ido a uma sexshop pedir conselhos, para mim foi a decisão mais obvia e natural a tomar visto que precisava de ajuda de um entendedor mas depois de contar esta historia a mais pessoas vim a perceber que foi daquelas ideias fora do comum.

Depois de muito lubrificante natural e artificial, massagens e preliminares entrou! Alguma vez fizeram um pircing a sague frio? é precisamente a mesma dor mas em câmara lenta, e sem o ardor insuportável, inchaço e infeção posterior a fazer um pircing a sangue frio. Não façam pircings a sangue frio! Mas façam anal! Eu recomendo, acho que a primeira, segunda e até terceira vez pode ser mais complicado mas se fores daquelas que sente prazer com sensações dolorosas, recomendo. 

Com este Romeu eu descobri o que é o sexo anal, oral e vaginal (nesta ordem). Perdi os medos e inseguranças que tinha com o meu corpo, perdi a vontade de querer agradar a grego e a troiano, o sexo para mim foi uma terapia que fez moldar a minha personalidade e procurar corresponder as minhas expetativas de vida ao meu quatidiano, sendo mais segura de mim mesma. 

-

Eu falei sobre o sexo em si e não sobre a relação que tinha com ele. Porque nenhum homem, ou mulher dependendo das tuas preferências, pode moldar a personalidade de alguém mas pode ajudar a melhorar ou piorar de acordo com a energia que passa. 

O sexo para mim é uma terapia, e para ti ? 

 

 

Amor sem compromissos

download (3).jpg

O amor é emoção, é um sentimento, uma ligação e também pode ser o ato do sexo. A pergunta aqui é entender até que ponto é possível retirar o sexo do sentimento de forma a que um não influencie o outro?

Se para ti é impensável ter sexo sem amor PARABÉNS és o tipo de pessoa que eu invejo, e não me consigo identificar de todo. A minha liberdade sexual é muito importante para mim, não estou preparada para passar os poucos dias que me faltam no planeta terra a me contentar com uma única alma!

Esta é a historia sobre uma relação aberta e uma gravidez!

Num bar de fumadores estava eu e mais uns amigos era o bar onde todos iam depois das 5h pois nunca fechava, nunca o tinha visto lá e o cabelo encaracolado e volumoso que tinha chamou me a atenção, conversamos até o sol se erguer mas estava na altura de me ir embora prometemos voltar-nos a encontrar por lá no dia seguinte, quando fecho a porta do táxi e antes de dizer o meu destino ele entra no táxi, fiquei meio sem palavras e ele pergunta me para onde vou e nos direccionamos para minha casa, onde recebi, pela a primeira vez, um minete  que até recentemente estava no top 3 dos melhores minetes na minha vida. No fim olhei para ele e confessei que tinha sido o meu 1º e ele disse "então foi uma boa decisão termos partilhado o taxi" aquele bastardo tinha razão, até deixar de ter. 

-

Deixei de o ver durante umas semanas, até que um dia ele senta-se ao meu lado e da forma mais descontraída e despreocupada possível oferece me uma cerveja e conversamos sobre musica, literatura, noticias e ele convida me para almoçar em sua casa. Levei sobremesa achei que ficava bem,  apercebi-me que a mesa esta preparada para 3 e quando pergunto ele diz que a sua namorada também vem....

Sinal Vermelhooooo, mas eu como sou decido manter a calma, a verdade é que não tínhamos nada éramos simplesmente conhecidos e fiquei intrigada com a situação, queria realmente perceber o que estava a acontecer, a moça chega e está gravida! Muito gravida, sabem aquelas barrigonas do tipo eu estou quase quase a meter isto cá para fora, sim esse nível de gravida. Mais uma vez estava eu na situação mais lunática de sempre com um casal quase a ser pai e a conversar sobre ter uma relação aberta e o quão importante é saber partilhar, mas e a criança? tambem ela vai ter que aprender a partilhar os pais com as pessoas que eles vão conhecendo e convidando para almoçar?

-

Meninas eu identifiquei me perfeitamente com o conceito, acho que no fim do dia faz todo o sentido, acho que o amor é uma coisa e o sexo é outra, uma é uma ligação inquebrável a outra é apenas uma necessidade. Durante a conversa pode compreender que apesar da monogomia ser a realação mais convencional, o poliamor é algo bastante comum e praticado frequentemente.

Existem casais que até incluem terceiros nas suas relações amorosas, e para mim deixou de ser algo estranho e diferente e tornou-se mais um conceito de amor, o Poliamor. E fez me questionar se é isso que procuro. A situação em que aprendi isto foi muito desconfortável e não gostei de todo estar na posição da intrusa, mas adorei conversar com eles e foi um momento interresante e a não repetir! thank you, next .

Digam me o que acharam ! Comentem se Gostarammm! : )

Posso chamar de orgia?

819d9bffc0084e1add8a65d3bb6d15a9.jpg

 

 

Substáncias químicas, 3 gajos e 2 mulheres posso chamar de orgia?

Há que explicar que isto aconteceu a velocidade de um cometa quando dei por mim eram 15h de um dia de trabalho do qual eu estava 3h horas atrasada e como gerente tinha a responsabilidade de abrir o espaço e preparar a abertura, foi todo um evento não planeado que me trouxe graves consequências. 

Eu vou chamar de orgia e vocês corrigiam me se estiver errada! Mas atenção aos detalhes!

Não era nenhuma estranha a inclusão de mais uma pessoa no relacionamento, as famosas  treesome já tinham acontecido mais que uma vez no passado mas neste caso fui apanhada de surpresa! E meninas foi uma surpresa bastante diversificada.

-

Estou em Lisboa, isto é uma cidade que não pará e por algum motivo eu tinha a certeza que a conseguia acompanhar. Todos os dias havia um evento e eu queria participar em todos e assim o fazia, numa noite eu e uma das minhas colegas de casa decidimos ir sair para a rua rosa para o bar do costume, onde estava da forma mais radom possível um rapaz a dançar de pijamas. Nós ficamos apaixonadas por ele, é preciso atitude e ousadia e bastante confiança para um ato desses, depois de algumas cervejas vamos as duas a casa de banho e por fora da retrete começo a ouvir chamar por mim quando abro a porta esta ela e mais uma rapariga, puxam me para dentro e fecham a porta, a rapariga pede me para segurar o copo e tira uma caixinha do bolso e metem se as duas a consumir e oferecem me, digo que não e saiu da casa de banho em choque e volto para a beira do rapaz de pijama ainda com a bebida. Bebida essa que na minha inocência terminei e sendo de quem era estava contaminada, coisa que só me vim a aperceber no dia seguinte.

-

Lá estou eu completamente passada literalmente a lamber a cara do rapaz de pijama e a minha colega agarrada a um rapaz qualquer, a noite prolonga se na casa de um deles, connosco no quarto a saltar em cima uns dos outros como se o mundo fosse terminar amanha. Lembro-me do momento em que comecei a voltar a lucidez e consegui aperceber que por algum motivo estar ali mais uma pessoa que não reconhecia.

Acordei no tapete a utilizar uma perna vermelha como almofada, procurei pela a minha colega e a encontrei afogada nos dreadlocks que um deles tinha tentei acorda la mas vi que não valia a pena, peguei na minha roupa confirmei se tinha tudo e sai do quarto, esta casa era enorme e na sala estavam duas raparigas a arranjar o cabelo e um cheirinho a feijão preto impressionante, elas começam a falar criolo comigo e tive que explicar que não percebia pergunto onde é a porta e saiu dali a sentir me a alma mais desorientada do planeta, e questionar me se elas também estiveram envolvidas ou se simplesmente viviam ali. 

-

Ligo para o trabalho e invento uma peta e peço para tirar o dia, depois disto passei 2 semanas sem falar com a minha colega, por vergonha? não sei, mas nunca mais voltamos a sair juntas!

-

-

O que fariam no momento em que ganhei a lucidez?? gostavam de saber sobre mais historias destas ?

Comentem e deixem me saber!

  • Mensagens